Error
Publicidade

Autoridades do Corpo de Bombeiros explicam sobre o período de seca no Vale do Aço

A tenente-coronel Janine Gonçalves, do 11º BBM de Ipatinga, e o tenente Luamós, do 7º Pelotão do Corpo de Bombeiros de Timóteo, falaram aos Canais VOX

09/07/2024 às 13h38 Atualizada em 09/07/2024 às 14h13
Por: Marcelo Corrêa
Compartilhe:
O meteorologista Ruibran dos Reis alertou que as mudanças climáticas continuarão a intensificar a seca no semiárido mineiro Foto: Internet
O meteorologista Ruibran dos Reis alertou que as mudanças climáticas continuarão a intensificar a seca no semiárido mineiro Foto: Internet

O governo de Minas Gerais publicou um decreto, assinado pelo governador Romeu Zema, prorrogando por 180 dias a situação de emergência em 95 municípios do Norte de Minas e dos vales do Jequitinhonha e do Mucuri devido à seca. A medida estende o estado de emergência iniciado em novembro de 2023 por mais um ano, visando auxiliar as comunidades afetadas pela falta de chuvas.

A decisão foi justificada pela persistente escassez de água, que afeta o abastecimento para consumo humano e animal, além de prejudicar a agricultura e a pecuária. Mesmo com chuvas isoladas registradas no início de 2024, a má distribuição das precipitações não foi suficiente para reabastecer o lençol freático.

Adicionalmente, o governo de Minas Gerais enviou ajuda ao Rio Grande do Sul, onde chuvas fortes causaram mortes e destruição, demonstrando os extremos climáticos que afetam diferentes regiões do Brasil.

O meteorologista Ruibran dos Reis alertou que as mudanças climáticas continuarão a intensificar a seca no semiárido mineiro, prevendo um inverno mais quente e novas estiagens nos próximos meses.

 Municípios Afetados

Entre os municípios em estado de emergência estão Águas Vermelhas, Almenara, Bocaiúva, Jequitinhonha, Montes Claros, e outros listados no Diário Oficial do Estado. Nenhuma das cidades do Vale do Aço está entre as citadas em situação de emergência.

Em entrevista aos Canais VOX, a tenente-coronel Janine Gonçalves, do 11º BBM de Ipatinga, e o tenente Luamós, do 7º Pelotão do Corpo de Bombeiros de Timóteo, falaram sobre a situação da região do Vale do Aço. OUÇA!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários