Error
Publicidade

Cruzeiro visita Grêmio buscando voltar ao G6

A equipe celeste tem apenas a 15ª campanha como visitante

10/07/2024 às 11h31
Por: Redação
Compartilhe:
Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

O Cruzeiro enfrenta mais um desafio decisivo no Campeonato Brasileiro nesta quarta-feira (10), buscando retornar ao G6 da competição. O time celeste vai enfrentar o Grêmio às 18h30, em partida válida pela 16ª rodada, marcada para o estádio Centenário, em Caxias do Sul.

Atualmente na sétima colocação com 23 pontos, o Cruzeiro está a apenas dois pontos do Athletico-PR, sexto colocado na zona de classificação para a Copa Libertadores. Em relação ao G4, a Raposa está quatro pontos atrás do São Paulo, o quarto colocado na classificação.

Enquanto o Cruzeiro busca subir na parte de cima da tabela, o Grêmio enfrenta uma luta contra o rebaixamento. O Tricolor está na 18ª posição, com 11 pontos em 13 jogos.

Na última rodada, o Cruzeiro teve uma vitória contundente sobre o Corinthians por 3 a 0 no Mineirão, enquanto o Grêmio foi derrotado pelo Juventude por 3 a 0 no estádio Alfredo Jaconi.

O Cruzeiro se destaca como mandante, sendo invicto em casa com seis vitórias em seis jogos. No entanto, o desafio está em melhorar seu desempenho como visitante, onde ocupa apenas a 15ª posição na classificação geral.

Para o confronto contra o Grêmio, o técnico Fernando Seabra terá desfalques importantes na defesa e no meio-campo. Apesar disso, o retorno do zagueiro João Marcelo, que cumpriu suspensão automática, é uma boa notícia para a equipe. João Marcelo retoma sua posição na zaga após ausência na última partida contra o Corinthians.

O volante Lucas Silva e o lateral-esquerdo Marlon ficarão de fora do jogo. Lucas Silva recebeu o terceiro cartão amarelo na rodada anterior, enquanto Marlon se recupera de lesão muscular.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários