Error
Publicidade

Ministério da Saúde amplia Farmácia Popular para incluir novos medicamentos

Programa passa a oferecer tratamentos gratuitos para colesterol, Parkinson, glaucoma e rinite

10/07/2024 às 14h43
Por: Redação
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O Ministério da Saúde anunciou nesta quarta-feira (10) a inclusão de medicamentos para colesterol alto, doença de Parkinson, glaucoma e rinite no programa Farmácia Popular. Com essa medida, os remédios agora podem ser retirados gratuitamente pela população, impactando cerca de 3 milhões de usuários do programa.

De acordo com informações divulgadas pela pasta, a iniciativa visa proporcionar uma economia significativa aos usuários, que poderão poupar até R$ 400 por ano. Com a inclusão dos novos itens, o programa passa a oferecer gratuitamente 95% dos medicamentos e insumos disponíveis.

Até então, o programa oferecia apenas medicamentos gratuitos para pessoas com diabetes, hipertensão, asma, osteoporose e contraceptivos. Para os demais produtos, o Ministério da Saúde subsidiava até 90% do valor de referência, cabendo ao cidadão arcar com o restante conforme o preço praticado pelas farmácias.

A decisão de ampliar a Farmácia Popular ocorre em celebração aos 20 anos do programa, criado em 2004 durante o governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e relançado em junho do ano passado com a expansão da cesta de itens gratuitos. Desde sua criação, estima-se que aproximadamente 70 milhões de pessoas tenham sido beneficiadas pelo programa em todo o país, conforme dados do Ministério da Saúde.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários